Freitas: atingiremos maior número de arrendamentos portuários da história em 2020

Freitas: atingiremos maior número de arrendamentos portuários da história em 2020

VEÍCULO: ESTADÃO - CADERNO: ONLINE - DATA: 30.01.2020
 

O ministro da infraestrutura, Tarcísio de Freitas, apontou o compromisso do governo de alcançar o maior número de leilões de arrendamentos portuários da história em 2020. “Ano passado foram 13, a maior quantidade de arrendamentos da história. Nesse ano teremos mais, vão ser 15”, afirmou.
Entre eles, está o terminal portuário de Alemoa (SP), administrado hoje pela Transpetro, que será o maior leilão do setor, com estimativa de investimentos na casa de R$ 1 bilhão. Conforme o ministro, os estudos finais para o leilão devem ser divulgados já na próxima semana, ao passo que se iniciam as consultas públicas para debater o modelo.
O ministro participou nesta quarta-feira, 29, da cerimônia de assinatura do contrato de concessão do terminal STS20, no Porto de Santos, com o consórcio Hidrovias do Brasil S/A. O leilão do terminal aconteceu em agosto do ano passado e rendeu ao governo R$ 112,5 milhões em outorgas.
“Foi um leilão disputado e leilão disputado significa confiança”, disse o ministro, que elogiou o presidente Jair Bolsonaro por ter confiado o ministério na “mão de técnicos”.
O ministro saiu em defesa dos números econômicos do governo e diminuiu o efeito de projeções recentes de que a economia vai crescer apenas 1,1% nesse ano. “Investidor olha o Brasil hoje como Porto Seguro. Se a gente vai crescer 1,1% mesmo com o motor reverso do setor público, isso significa que estamos iniciando um ciclo de crescimento no setor privado. O Brasil não vai dar voo de galinha”, disse.
Contrato
Durante os 25 anos do contrato, a Hidrovias do Brasil S/A. vai operar uma área de mais de 29 mil metros quadrados e três armazéns, destinada à movimentação de fertilizantes e sal. A empresa já possui atividade logística de transporte de grãos e fertilizantes no Norte do Brasil e hidroviário nos Rios Uruguai, Paraguai e Paraná.
A capacidade de armazenagem anual do terminal é de 1 milhão de toneladas para sal e de 2,6 milhões de toneladas para fertilizantes. Hoje, o terminal movimenta cerca de 50% do sal que chega e sai do Porto de Santos.
De acordo com o presidente da Santos Port Authority (SPA), antiga Codesp, Casemiro Tércio Carvalho, o projeto do terminal passa pela estratégia de ocupação do Porto com mais eficiência. “Trazer o mercado de capitais, de fundos de infraestrutura, para o mercado portuário é sinal de maturação do setor portuário no Brasil”, disse.